colecione arte contemporânea

Fique por dentro RSS



Conheça o artista. Bate-papo com Pedro Lopes

De onde você é e onde vive atualmente? Atualmente vivo em Sorocaba, onde nasci, e onde tenho espaço para trabalhar. Como e quando as artes plásticas entraram em sua vida?Entraram logo na primeira infância, quando eu me encantava com os desenhos que minha mãe fazia. Ficava fascinado com a ideia de um ser humano ter capacidade de produzir aquelas imagens...Até o momento que eu consegui fazer os primeiros desenhos que me satisfaziam e então comecei a exercitar isso.Como você escolheu trabalhar como artista? Teve educação formal em artes plásticas? Sempre exerci isso de uma forma ou de outra, como recorrência pessoal. Minha pretensão era estudar exatas, fazer Física. Logo na época do científico descobri que aquilo que mais me chamava a atencão eram...

Continuar lendo



1 pergunta, 5 artistas

Fizemos a mesma pergunta para 5 artistas. ♡Qual a sensação, como se sente quando está produzindo no seu espaço de trabalho?  Veja o resultado abaixo.  ;)   "O meu espaço de trabalho é o lugar onde me encontro comigo mesma; lugar de concentração, lugar onde me dedico ao que gosto de fazer e, acima de tudo, lugar onde realizo aquilo que acredito que deve ser feito. Eu faço meu trabalho artístico porque tenho necessidade de fazê-lo - esteja eu alegre ou triste, saudável ou doente...Geralmente, fico em silêncio mas, isso depende do dia. Há momentos em que estou trabalhando que me percebo entrar em um estado de conexão que é meio terapêutico, meio meditativo.   Mas, também gosto de trabalhar com música (rock, jazz, música...

Continuar lendo



O universo surreal de Fernanda Peralta

Novidades de Fernanda Peralta no site!Explore e conheça mais ;)   'Dentro da laranja', Fernanda PeraltaGuache sobre papel, 29,7 x 20,7 cm, 2019, obra única, R$ 1.250      Essas obras começaram como uma ideia bem definida. Surgiram do desejo de representar paisagens fantásticas que provocassem no espectador sua imaginação e sentidos. Minha inspiração é a realidade, mas com algo a mais, algo inexplicável e estranho: tenho muita influência das minhas leituras, e o que estou lendo no momento são contos de literatura fantástica dos mais diversos autores, épocas e lugares do mundo. Cada vez mais creio que a linguagem fantástica é universal e que pode nos ajudar a descrever e a compreender melhor o mundo em que vivemos.      Fernanda...

Continuar lendo



Conheça a artista. Bate-papo com Cassia Aresta

ateliê da artista   De onde você é e onde vive atualmente? Nasci em Florianópolis e atualmente vivo e trabalho aqui. Isso depois de ter morado 27 anos em São Paulo e feito toda a minha formação artística na cidade. A melhor parte de viver aqui - e talvez também a pior - é a desaceleração da vida cotidiana. A falta de aceleração te deixa menos criativa. Por isso volto sempre a São Paulo para reviver a loucura da vida apressada, e assim volto cheia de ideias. Como e quando as artes plásticas entraram em sua vida? Fui morar em São Paulo para fazer faculdade de artes – se não fosse artes, seria arquitetura. Fui estudar na faculdade Belas Artes,...

Continuar lendo



Geometrias invisíveis, por Celso Orsini

Saiba mais sobre as assemblages da série 'Geometrias invisíveis', de Celso Orsini.   As 'assemblages' de Celso Orsini foram desenvolvidas como uma única obra, produzidas sob uma superfície comum. Superfície essa que se desmembrou em quatro: quatro trabalhos ganharam vida e compõe a série'Geometrias invisíveis'. "Chamo essas colagens de invisíveis porque recorto, construo, as recorto novamente e não sei o que vai acontecer, onde elas vão parar. Começo montando as colagens e depois recorto elas ao meio: surgem coisas que eu não havia notado à primeira vista.  É legal rever as obras como conjunto, na forma que elas surgiram - isso é parte do seu processo."  Celso Orsini  Obras da série 'Geometrias invisíveis', de Celso Orsini  "desarrumaçãode·sar·ru·ma·çãosf1 Ato ou efeito de desarrumar(-se); desarranjo, desarrumo.2 Situação de algo que...

Continuar lendo


x